Um Guri em Formação!

Atualizado: 17 de Mai de 2019

Por Marcelo Leite

#FulanoDiTal #16Anos #FOMTEATRO #Teatro #ArtesCênicas #GuriÁrvore #Formação #Cultura

Abílio e Palmiro cantam o Hino do MS

No final do mês passado, durante a temporada de Lápide, fomos convidados pela SEMED – Secretaria Municipal de Educação, através da GEFEM - Gerência do Ensino Fundamental e Ensino Médio, para participarmos nos dias 07, 10 e 14 de maio do “2º Reflexões Pedagógicas – Diálogos entre a teoria e a prática” onde ministramos (Eu, Edner Gustavo e Manolo Schittcowisck) a formação “Processos de Criação Cênica na Aula de Arte - Dramaturgia e Teatro de Objetos” para professores de artes do 6º ao 9º ano.

Professores assistem atentos a Leitura Dramatizada

Uma bela oportunidade de mostrarmos o processo de montagem, através de leitura dramatizada, do nosso novo espetáculo “A Fabulosa História do Guri-Árvore”, livremente inspirado na obra de Manoel de Barros, ao mesmo tempo em que propusemos para os professores atividades da nossa pesquisa em Teatro de Objetos para a peça, proporcionando a todos os participantes mais uma possibilidade de ensino em sala de aula.



"A gente se vê, em vários momentos do espetáculo, dentro do contexto da história. Relembrando momentos da nossa infância."

Quando o Manolo trouxe a ideia de montarmos um monólogo baseado nas poesias de Manoel de Barros, porém direcionado a adultos, lancei a ele um desafio: e se fizéssemos um espetáculo, com dois atores, inspirado na obra de Manoel de Barros, porém com classificação livre para todas as idades, do infantil a melhor idade? Ele topou! E junto com o Edner se dedicaram a dramaturgia do espetáculo.


"Enquanto estão apresentando parece que a gente tá vivendo o que vocês estão falando."

Depoimentos - Professoras


Juntos, fizeram um apanhado da cultura sul-mato-grossense pesquisando artistas locais, mas também relembrando de suas histórias pessoais de infância e também buscando histórias de outras pessoas e que foram parar na dramaturgia do espetáculo.


"Achei fantástico. Fiquei viajando na história que vocês contavam. "


Os irmãos Abílio (Manolo Schittcowisck) e Palmiro (Edner Gustavo), cada um a seu modo, relembram suas histórias no quintal de casa. E além dos dois se farão presentes o vovô Manoel de Barros, Bernardo, Bugrinha (Conceição dos Bugres), a Professora Maria da Glória Sá Rosa, Lídia Baís, Wega Nery, tendo como trilha as músicas de Almir Sater.


"Eu, enquanto professor e artista, fico sensibilizado com essa valorização da cultura regional."



Participar desse momento de qualificação dos professores e trocar com eles as impressões sobre o que assistiram foi muito interessante para nós (diretor e dramaturgos-atores), pois podemos descobrir como o espetáculo se comunica com o público. Assim, voltamos para a sala de ensaio com a sensação de que estamos no caminho certo para contar essa história que faz rir, emocionar e é cheia de afetos.


"Usaram a medida certa entre a piada, momentos alegres e as partes tristes e emocionantes."

“A Fabulosa História do Guri-Árvore” estreia em Junho na nossa 6ª Mostra Fulano di Tal de Teatro, através do projeto de manutenção de grupo "16AnosEmCena" contemplado pelo Fundo de Apoio ao Programa de Fomento ao Teatro/2018, promovido pela SECTUR – Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, realizado pela Prefeitura Municipal de Campo Grande. O espetáculo será itinerante, circulando por escolas e espaços culturais da cidade, de 27 a 30 de Junho, com entrada gratuita.


"Me emocionei. Lembrei de quando morava no Pantanal convivendo com a terra, o rio e os bichos. Saudades!"



Queremos agradecer ao Professor Douglas Caetano, artista e integrante da equipe da GEFEM, que nos fez o convite para estarmos na formação com os professores e também nos auxiliou para que tudo saísse da melhor forma possível, conduzindo o treinamento, pontuando sempre com questões teóricas e práticas.

A ele o nosso muito obrigado!

Ministrantes da Oficina

Esperamos todos para brincar no nosso quintal, que é tão incrível que, mesmo pequenino aos olhos dos outros, para nós ele sempre se apresenta imenso, mas tão imenso quanto sonhos de criança.


Depoimento - Professora



0 visualização